fbpx

Blog Voltar

A minha meningite é pior do que a sua?

Por Dr. Dorian Domingues | CRMMG 22323

Escolher entre as meningites é como escolher entre afogamentos. Pode ser no Amazonas, no Paraibuna ou no rio São Francisco: o afogamento é sempre o mesmo. Só muda o rio. Ou, no caso da meningite, o micróbio.

Há meningites por vírus e por bactérias. As virais são preveníveis por vacinas contra vírus (caxumba, sarampo etc). Já as meningites bacterianas (que são, efetivamente, as que o leigo chama de meningite) evitáveis por vacina são as por meningocococos (05 tipos na rede privada contra apenas 01 no SUS) e pneumococos (13 na rede privada, 10 no SUS).

O terceiro tipo mais comum, por Haemophilus, sumiu do mapa desde a década de 1990, após a introdução da vacina contra ele (contida nas vacinas tetra, penta e hexavalente). Yes, we can!!

Qualquer que seja o germe, a meningite é sempre muito grave, Os sintomas mais comuns são febre alta e incontrolável, vômitos em jato, dor forte de cabeça, rigidez de nuca, alterações na consciência, equilíbrio, fala e visão. O começo pode ser insidioso ou pode vir tudo junto e misturado, nas formas mais graves e agressivas. Lembrando que crianças pequenas não falam o que sentem e não andam ou se equilibram: nessa fase, um sinal importante é o abaulamento da fontanela (moleira estufada).

Em fases avançadas ocorrem convulsões, coma, graves alterações na pressão arterial e na coagulação sanguínea. É o choque séptico, mais comum nas meningites meningocócicas (a chamada meningococcemia) , com falência múltipla de órgãos. Nessa etapa, a sobrevida é muito pequena.

Os sobreviventes geralmente apresentam sequelas, que variam de leves (estrabismo, surdez parcial ou total, déficits leves de cognição) a severos (amputações em função da gangrena, paralisia cerebral, cegueira ou surdez, epilepsia incontrolável).

O tratamento precoce é fundamental, mas o diagnóstico nas formas iniciais às vezes é difícil, e ainda existem as formas de rápida evolução. Um problema enorme para os médicos e uma sentença funesta para os familiares.

Que bom que existe a vacina, não é mesmo?

As meningites são sempre muito graves e potencialmente fatais. As vacinas são a única forma de proteção, mas são específicas: a vacina contra uma delas NÃO imuniza contra as outras.

Na Imunovida temos vacinas contra meningites bacterianas que o SUS não tem. E a prevenção é sempre o melhor remédio!

Não nade contra a correnteza, vacine-se. E deixe a Vida te levar!

Na Imunovida™ temos vacinas para todas as idades.

Clínica da Criança e do Adolescente e Imunovida: parceria para toda a vida.