fbpx

Blog Voltar

Agosto Dourado

Por Dra. Patricia Brandão da Silva | CRMMG 48461

O mês de agosto é conhecido como Agosto Dourado, pois simboliza a luta pelo incentivo à amamentação. A cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. Leite materno vale ouro!

Leite Materno é a base da vida! Ele sacia a fome e impulsiona o viver. É, naturalmente, indispensável nos primeiros momentos da existência. Sendo assim, o bebê deve mamar logo após o nascimento – momento chamado de “hora de ouro”.

A recomendação mundial é de que o aleitamento deve ser exclusivo até o 6º mês de vida (em livre demanda, ou seja, a hora que o bebê quiser e o tempo que ele quiser) e complementado com adição de alimentos variados até os 2 anos ou mais.

O leite dos primeiros dias após o parto é chamado de colostro e oferece grande proteção contra infecções. Colostro é conhecido como a “primeira vacina” do bebê. 

“Empoderar mãe e pais, favorecer a amamentação. Hoje e para o futuro!”. Este é o slogan da Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM) 2019, definido pela Aliança Mundial para Ação em Amamentação (WABA, sigla em inglês).

Há muitas barreiras para manter a amamentação. A falta de informação, dor para amamentar, crença de “leite fraco”, retorno ao trabalho e falta de apoio dos familiares são alguns exemplos. Cabe às mães procurarem atendimento pediátrico no pré-natal para ter informações sobre como se preparar para este momento (consulta pré-natal com o pediatra) e no pós-natal, para todas as orientações, apoio e informações para que a amamentação ocorra de forma prazerosa e saudável para mãe e filho.

Mães fiquem atentas: não existe leite materno “fraco”. A composição do leite materno fornece a água necessária para manter o seu filho hidratado e alimentado. Por isso, até os 6 meses de vida, seu bebê não precisa de nenhum outro alimento, nem água!

As vantagens do leite materno são inúmeras! Importante lembrar que a criança amamentada ao seio estará protegida contra alergias e infecções, fortalecendo-se com os anticorpos da mãe e evitando problemas como diarreias, pneumonias, otites e meningites. Além disso, a amamentação favorece o desenvolvimento dos ossos e fortalece os músculos da face, facilitando o desenvolvimento da fala, regulando a respiração e prevenindo problemas na dentição. Além de fortalecer o vínculo mãe e bebê.

E para as mães que amamentam? Existe vantagem?

Claro que sim! Além de ver seu filho se desenvolver de forma plena e saudável, a mãe que amamenta volta mais rapidamente ao seu peso normal e tem menos hemorragia pós-parto, além de ter chances reduzidas de desenvolver diabetes, infarto cardíaco, câncer de mama e de ovário.

Uma coisa também é certa: a mãe, ao oferecer o seio ao seu filho, transmite-lhe segurança, prazer e conforto. Nesse processo, ocorre liberação de hormônio (endorfinas) que aumentam a sensação de prazer e felicidade para a mulher que amamenta. Além disso, melhora sua autoestima, ao saber que seu bebê está saudável porque está recebendo o alimento ideal: o seu leite!

Amamentar é um ato de amor sem limites!

Nós, profissionais da Clínica da Criança e do Adolescente estamos aptos a ajudar as famílias orientando e estimulando o aleitamento materno. Fazemos consulta pediátrica pré-natal e o acompanhamento do seu filho após o nascimento até a adolescência. Marque sua consulta com um de nossos profissionais!

Referência: www.sbp.com.br