fbpx

Blog Voltar

Está quente ou está frio?

Por Dr. Dorian Domingues | CRMMG 22323

Calma, não é fábula nem lição de moral, muito menos boletim meteorológico: aqui, é física aplicada! Vamos começar de novo?

A LAGARTIXA E O CROCODILO (ou A Forma e o Conteúdo)

Uma das dúvidas mais frequentes das mães (principalmente as de primeira viagem) é sobre a vestimenta dos bebês. Afinal, tá frio ou tá quente?

Está frio, é claro, dizem as avós, e taca-lhe roupa: body, blusinha, jaqueta, agasalho, cachecol, mantas , touca, luvas e meias (naturalmente, porque é pelas extremidades que o frio penetra, né, sempre foi assim)… peraí ! Pausa para a reflexão. 🤔

Durante a pausa você se olha no espelho e se flagra com uma roupa fresquinha ou agasalhos leves, muitas vezes com calçados abertos ou de cano curto, e reflete sobre a imagem: o que há de tudo nesse errado? 🤔

A resposta é simples e sem trocadilhos: muita roupa no seu bebê! É muita forma para pouco conteúdo. A explicação? Os bebês são seres superficiais! 😮😰. E você precisa saber disso, porque é pela superfície corporal que se troca calor com o meio ambiente.

É uma lei da Física: quanto menor a criatura, maior é a sua superfície corporal em relação ao volume (= mais “superficial” ela é). Isso porque ao crescer a superfície corporal aumenta em metros quadrados (m²) e o volume em metros cúbicos (m³), e vice-versa. Ou seja: quanto maior, mais volume e menos superfície. Quanto menor, o contrário.

A ilustração mais auto-explicativa é um dado 🎲. Mas outros não faltam. Quer ver?

Por exemplo, a lagartixa e o crocodilo. A primeira mais se assemelha a um desenho (muita superfície e pouco volume, é quase plana), enquanto o crocodilo parece um charuto mal enrolado prestes a vazar por todos os lados. A lagartixa é pura superfície, e o crocodilo é volume que não cabe em si. A forma e o conteúdo.

Há muitos outros exemplos fáceis. A folha e o livro (esse, sempre com um conteúdo a mais). A sardinha e a baleia. O lençol e o colchão. Ou a linda borboleta (essa é leptosuperficial) e o roliço e suculento chester recheado de conteúdos festivos do qual todos disputam a minúscula pele torradinha.

A relação entre superfície e volume é sempre inversa, e determina várias funções orgânicas. Entre elas a troca de calor: quem tem mais superfície, troca mais calor, como se fosse um radiador de carro, ou uma toalha molhada estendida para secar, ao invés de enrolada e jogada sobre a cama. Mas…onde é que seu filho entra mesmo?

Em tudo isso! O que queremos dizer é que seu filho tem pele (superfície) demais para conteúdo (volume) de menos. Ele é um ser superficial, lembra? Logo, ele troca muito mais calor com o meio ambiente.

Traduzindo em termos práticos, quer dizer que (tirem as avós da sala, por favor) a vestimenta do seu filho deve ser mais radical que a sua! Se você esta com calor, ele está com muito calor. E se você está com frio ele está com mais frio. Simples assim!

O cuidado com a adequada vestimenta do seu filho previne contra lesões cutâneas (assaduras, brotoejas) e também contra situações que representam um real risco à saúde dele (hipotermia, intermação, desidratação).

O seu bebê é o mais puro exemplo de amor à flor da pele. Não deixe que uma coisa tão superficial como uma roupa prejudique o que ele tem de mais importante: o conteúdo. E a troca de calor . ♥♥♥

Clínica da Criança e do Adolescente. Conteúdo e informação estão sempre em moda.